5 Dicas para viver melhor com Diabetes

Diabetes

A diabetes é, atualmente, uma das doenças crônicas não transmissíveis mais comuns no mundo. E apesar de ser uma doença que não tem cura, tem prevenção e controle. E quando falamos em controle, a disciplina e o acompanhamento médico regular é pré-requisito para quem busca uma vida saudável.  Então, o diagnóstico da doença pode ser visto como uma oportunidade para mudanças no estilo de vida e um maior cuidado com a saúde. Afinal, ter diabetes não te impede de ter uma boa qualidade de vida.

Confira 5 dicas para viver melhor e manter sua glicose sob controle:

medicação e acompanhamento médico

Medicação e acompanhamento médico

Caso o seu médico prescreva alguma medicação para ajudar o controle dos níveis de glicose, siga corretamente a orientação médica e não deixe de tomar em hipótese alguma. Também é fundamental fazer o acompanhamento médico, realizando no mínimo uma consulta ao ano.

automonitoramento

Automonitoramento

É fundamental monitorar a glicose no sangue frequentemente para acompanhar o tratamento da doença.

alimentação saudavel

Alimentação

Em geral, a alimentação dos diabéticos deve ser tão equilibrada, variada e completa quanto a alimentação saudável de qualquer outra pessoa. O consumo de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras deve ser diário. Mas, alertamos quanto ao consumo dos carboidratos pois este grupo de alimento é rico em açúcar. Portanto, o consumo de carboidratos deve ser moderado e controlado, pois o seu excesso em uma mesma refeição estimula o aumento da glicemia, levando ao descontrole da doença. Além disso, modere o consumo de alimentos ricos em açúcar, farinha branca (e até mesmo os integrais), bebidas açucaradas, bem como mel e bebidas alcoólicas. Também é importante controlar o consumo das frutas com alto índice glicêmico, como banana, manga, caqui, laranja, frutas secas, melão e melancia.  

Além disso, também é importante aprender a ler os rótulos dos produtos antes do consumo. Isto porque o açúcar pode aparecer escondido sob a forma de glicose, xarope de glicose ou de milho, frutose, maltose, maltodextrina ou açúcar invertido.

atividade física

Atividade Física

Ser fisicamente ativo é importante para todos, mas especialmente para o diabético (e principalmente para quem tem diabetes do tipo 2). Isto porque a atividade física ajuda a manter a glicemia controlada e também a diminuir o risco de complicações.

 

Praticar exercícios físicos de 3 a 5 vezes por semana, em média 60 minutos/dia, pode trazer diversos benefícios. A atividade física ajuda a abaixar a glicemia, tensão arterial e o colesterol. Também pode aliviar o estresse; fortalecer o coração, músculos e ossos e ajudar a insulina a funcionar adequadamente. E ainda pode melhorar a circulação sanguínea; manter as articulações flexíveis e ajudar no emagrecimento (principalmente associado à alimentação saudável).

saúde emocional

Saúde Emocional

Lidar com as exigências físicas, mentais e emocionais do dia a dia e da Diabetes pode ser difícil. Emoções extremas, situações estressantes e depressão são situações que podem afetar a capacidade do paciente em lidar com a doença.

Embora o estresse afete os níveis da glicemia, com pequenas estratégias é possível minimizar os impactos causados à saúde mental. Isto é possível seja com exercícios respiratórios, terapias de relaxamento, exercício físico e até mesmo recorrendo a um grupo de apoio para diabéticos.

O aconselhamento de curto ou longo prazo com o apoio de um psicólogo certamente irá ajudar a encarar os problemas que estão na origem da depressão. E, em conjunto, poderão encontrar formas para melhorar a saúde mental do paciente.

Quem tem diabetes pode sim ter uma vida normal.

Então, viva bem com ou sem diabetes!

Texto: Centro de Atenção à Saúde Promed
Fontes: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia | Sociedade Brasileira de Diabetes | Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Siga nossas redes sociais: