Setembro Amarelo: como ajudar alguém com depressão

Infelizmente, apenas no Brasil, são registrados, em média, 12 mil suicídios todos os anos. No mundo, esse número já passa de um milhão. 

Essa é uma triste realidade dos tempos atuais, que deve ser discutida e tratada e, por causa disso, a campanha Setembro Amarelo se faz tão forte em meio à sociedade brasileira.

Mas, para quem está de fora, a dúvida que sempre fica é uma só: como ajudar alguém com depressão e/ou evitar que ela cometa suicídio?

Para esclarecer essa questão, fizemos esse texto com algumas dicas simples para você ajudar aquele amigo ou familiar que está passando por transtorno psicológico e momentos difíceis, confira!

O que é o setembro amarelo?

Criado em 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), a campanha Setembro Amarelo é realizada anualmente e tem como principal objetivo prevenir e reduzir os números de suicídios, além de ajudar na redução dos casos de depressão no país.

Os número de suicídios no Brasil é algo preocupante. Trata-se de uma triste realidade, registrada cada vez mais entre os jovens. Vale ressaltar que cerca de 96,8% dos casos de suicídio estão diretamente relacionadosa transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

O que é a depressão?

A depressão é considerada o mal do século e a mais recorrente doença relacionada à saúde mental. 

Isso porque é comum, hoje em dia, você escutar alguém dizendo que teve ou tem a doença. A vida corrida, pressão do trabalho, decepções diversas e até mesmo a pandemia da Covid-19 aumentou esse quadro.

A depressão é um transtorno psicológico que causa uma tristeza persistente que impede, inclusive, a realização das tarefas diárias. Ela pode surgir em qualquer idade e é dividida em níveis leve, moderado ou grave.

Um artigo publicado pela UFMG fala que “embora sua causa seja desconhecida, sugere-se que a mesma é uma consequência de uma deficiência na sinalização de aminas biogênicas cerebrais; particularmente de serotonina, noradrenalina e / ou dopamina, pois os fármacos utilizados como antidepressivos disponíveis atuam aumentando a sinalização desses neurotransmissores”.

Como ajudar alguém com depressão?

A questão é que, quando nos deparamos com casos de depressão de alguém mais próximo, é comum não saber ao certo como agir ou o que fazer para ajudar. Existe, ainda, aquela insegurança de tornar a situação ainda pior, dependendo do que for dito para o outro.

Então, confira algumas dicas e saiba como ajudar alguém com depressão:

1. Leia sobre o tema

Estar informado sobre a depressão vai te ajudar a entender melhor o que a pessoa está passando e quais são as atitudes que você deve tomar.

Artigos, livros, blogs confiáveis são uma boa maneira de buscar informação e estudar técnicas que podem ajudar.

2. Encontre uma equipe para apoiá-lo

Agora que você já entendeu qual o processo que a pessoa com depressão está passando, procure uma equipe que vai te apoiar e te auxiliar nessa ajuda.

Vale lembrar que algumas pessoas com quadro depressivo podem não reconhecer ou não aceitar que estão doentes. Por isso, você vai precisar de profissionais capacitados ao lado para te apoiar e auxiliar durante o processo.

3. Não faça comparações

A grama do vizinho não é mais verde. Você não sabe o que ele passa no dia a dia. Por isso, qualquer tipo de comparação não é adequada no momento de ajudar alguém com depressão.

Cada pessoa lida diferente com os desafios e as situações. Dessa forma, porque você passou por algo de determinada maneira, não significa que o outro vai passar também. Apoie, mas respeite a dor e experiência da pessoa que você deseja auxiliar, sem minimizá-la.

4. Incentive visitas ao psicólogo ou psiquiatras

Por meio da terapia, a pessoa com depressão vai conseguir tratar seus medos e angustias. Além disso, caso seja necessário o uso de medicamentos, você pode incentivar o uso trazendo informações relevantes e de tranquilidade para a pessoa depressiva.

Ser medicado devido à depressão, não é uma fraqueza. Na verdade, buscar ajuda é uma demonstração do quão forte é o indivíduo. Existem diversos tratamentos que são apenas temporários, sendo necessários para melhorar a situação e evitar atitudes extremas como o suicídio. 

Nesse momento, é importante deixar claro que todas as pessoas precisam de apoio psicológico. Não importa se alguém tem depressão ou não, a ajuda de um profissional capacitado é muito importante para levar a vida com mais leveza.

5. Incentive a prática de atividades prazerosas

Convide a pessoa para fazer exercício físico, caminhada ou até um passeio. A prática de atividades prazerosas gera bem-estar e libera hormônios do prazer como a endorfina e a dopamina.

Além disso, tarefas que trazem paz e autoconhecimento como yoga e meditação são valiosas para quem tem tendência à depressão.

6. Mantenha sempre contato

Não deixe a pessoa com depressão sozinha por muito tempo. Ligue, visite, mande mensagem. Se faça presente na vida dela. Pessoas com depressão tendem a se isolar ou achar que estão incomodando. Isso pode gerar tempo ocioso e pensamentos negativos.

7. Seja proativo nos cuidados

Não espere a pessoa te procurar falando que precisa de um apoio ou uma conversa. Geralmente, pessoas com depressão só pedem ajuda quando estão próximas a cometer atitudes que irão prejudicá-las, isso quando chegam a pedir ajuda.

Esteja sempre disposto a ajudar e ofereça ajuda ou atenção sempre que possível.

8. Faça terapia

Não adianta querer ajudar o outro se você não estiver bem consigo mesmo. A terapia é importante para qualquer pessoa e o tratamento irá te ajudar a manter o equilíbrio com relação aos seus problemas pessoais e os problemas da outra pessoa.

Gostou do nosso artigo? Se você é uma pessoa que se encontra em quadro depressivo, lembre-se de procurar ajuda. Mas caso você é a pessoa que quer oferecer ajuda, lembre-se de procurar apoio antes de qualquer coisa.

Vale lembrar que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), só no Brasil a cada 45 minutos, há uma tentativa de suicídio. Por isso, a campanha Setembro Amarelo e a ajuda de pessoas próximas é tão importante para quem tem depressão.

A falta de ajuda pode resultar em morte.