Dia Mundial da Luta contra a AIDS

1 de Dezembro é o dia Mundial de Combate ao HIV/AIDS. A data foi criada para promover a importância da prevenção para o combate ao HIV e para disseminar informações sobre a doença, combatendo também o preconceito.

 

Você sabia?

De 2006 a 2015 a taxa de detecção de casos de AIDS entre jovens de 20 a 24 anos mais do que dobrou (de 15,9 para 33,1 casos por 100 mil habitantes).

Em 2016,
cerca de 1 milhão de pessoas morreram
por complicações relacionadas à  AIDS

Dados estatísticos de 2017 demonstram que a América Latina é uma das regiões com os maiores índices de novos infectados pelo vírus HIV, sendo o Brasil responsável por 49% das novas infecções, seguido pelo México, com 13%.

 

O que é o HIV?

A infecção pelo vírus HIV causa a imunodeficiência humana (doença grave que leva o paciente a perda progressiva da imunidade do corpo). Isso acontece porque o vírus, em contato com o organismo, ataca os linfócitos, células de defesa do corpo humano, causando uma disfunção imunológica crônica e progressiva.

Se não controlada com o uso de medicação, a infecção pelo HIV pode levar a AIDS. Essa fase caracteriza a doença em estágios finais, onde a imunidade do portador do vírus já se encontra bastante comprometida, podendo surgir doenças que se aproveitam da fraqueza do organismo, como a pneumonia.

Quando há
contaminação pelo vírus HIV?

  • Sexo vaginal sem camisinha;
  • Sexo anal sem camisinha;
  • Sexo oral sem camisinha;
  • Uso de seringa por mais de uma pessoa;
  • Transfusão de sangue contaminado;
  • Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez e no parto quando não tomado os devidos cuidados;
  • Amamentação;
  • Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Quando não há
contaminação pelo vírus HIV?

  • Sexo desde que se use corretamente a camisinha;
  • Masturbação a dois;
  • Beijo no rosto ou na boca;
  • Suor, lágrima e saliva;
  • Picada de inseto;
  • Aperto de mão ou abraço;
  • Compartilhamento de objetos pessoais;
  • Sabonete/toalha/lençóis;
  • Talheres/copos;
  • Assento de ônibus;
  • Piscina;
  • Banheiro;
  • Doação de sangue;
  • Pelo ar.

A prevenção é o foco da campanha de conscientização. Use camisinha nas relações sexuais e não adote comportamentos que gerem risco à sua vida.