8 Dicas essenciais para prevenir a hipertensão e baixar a pressão alta

Apesar de não ter cura, a pressão alta pode e deve ser prevenida e controlada. Entretanto, se não for controlada, a hipertensão (ou pressão alta) pode gerar diversas complicações. A hipertensão não controlada pode causar Infarto, Insuficiência Cardíaca, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e pode até levar a morte. Por isso, é fundamental seguir todas as orientações médicas e adotar um estilo de vida mais saudável para prevenir e baixar a pressão alta.

Confira as nossas 8 dicas de como prevenir e baixar a pressão alta:

Mantenha o seu peso ideal

A obesidade é um dos fatores de risco para a hipertensão que pode ser evitado.

Evite o excesso de sal e faça uma dieta balanceada

O sal (ou cloreto de sódio) é o maior inimigo da pressão arterial. Por isso, fazer uma dieta rica em potássio e com baixo consumo de sal deve ser uma das principais mudanças tanto na vida de um hipertenso, quanto na de quem quer prevenir a doença. Então, evite o sal e consuma uma maior quantidade de frutas, verduras, cereais integrais e derivados do leite, como iogurte natural e queijos brancos. Além disso, invista em uma dieta pobre em gordura, açúcares e carne vermelha. Mas, lembre-se que o ideal é sempre procurar um médico para definir a melhor dieta para você.

Pratique exercício físico

Fazer de 30 minutos à 1 hora de exercício 5 vezes por semana gera inúmeros benefícios para a saúde, além de auxiliar no controle da pressão. Isso porque o exercício melhora a circulação de sangue pelos vasos e auxilia o bom funcionamento do coração. Além disso, ajuda a baixar a pressão pois controla os níveis de hormônios que aumentam a pressão, como a adrenalina e o cortisol.

Abandone o cigarro

O tabagismo provoca lesões nos vasos sanguíneos e compromete sua função. Além disso, contrai as suas paredes, o que provoca o aumento da pressão.

Modere o consumo de bebida alcoólica

Se consumida em grande quantidade, a bebida alcoólica também pode elevar e prejudicar o controle da pressão arterial.

Evite o estresse

A ansiedade e o estresse aumentam os níveis de hormônios, como a adrenalina e o cortisol, que aceleram os batimentos cardíacos e contraem os vasos, aumentando a pressão arterial.

Meça a sua pressão arterial regularmente

É importante medir a pressão no mínimo uma vez por ano. Entretanto, quem já tem pressão alta deve medir com uma maior frequência, de acordo com a orientação médica.

Acompanhamento médico

O ideal é fazer uma consulta com o cardiologista pelo menos uma vez ao ano para fazer um checkup geral, principalmente se você tiver histórico familiar. E caso já tenha o diagnóstico de pressão alta, deve-se fazer o acompanhamento e o tratamento para controlar e baixar a pressão, de acordo com as orientações médicas.

Saiba o que fazer quando a pressão está alta

Quando agendar uma consulta:

Se ao medir, a pressão estiver elevada sem apresentar nenhum sintoma, agende uma consulta com um médico cardiologista.

Quando procurar um pronto-atendimento:

É recomendável procurar imediatamente o pronto-atendimento mais próximo quando a elevação da pressão (acima de 14×9) estiver acompanhada de algum sintoma. Os sintomas de uma emergência hipertensiva geralmente estão associados ao infarto, (dor no peito, falta de ar, náuseas, vômitos, suor excessivo e desmaios) ou ao AVC (dificuldade de fala, desvio da boca, alterações da consciência, dificuldades de movimentar e tontura súbita, entre outros sintomas).

Se você tem o plano de saúde da Promed:

Consulte a rede credenciada do seu plano ou entre em contato com os nossos canais de atendimento.

Você não tem o plano da Promed?

Você não tem um plano nosso, mas gostaria de contar com a tranquilidade de ter um plano de saúde da Promed?

Conheça nossos Planos

Compare e escolha o plano que melhor atende sua necessidade, seja pra você e sua família ou sua empresa.